sábado, 3 de outubro de 2015

Dona Inércia

Sabem aqueles dias em que não se sentem motivadas para fazer absolutamente nada? O tempo não rende, não fazem nada produtivo, mas nada inútil também. Hoje para mim foi um dia assim. 

Começou logo mal de manhã cedo, quando acordei com o meu pai a fazer barulho ainda não eram 9h. Como me tinha deitado tarde, estava cheia de sono e continuei na cama, a tentar retomar o sono que fora interrompido. Não o consegui fazer com grande sucesso: passei pelas brasas, acordando ao menor barulhinho e voltando a dormitar de seguida. É um sono que para além de não me descansar nada, ainda me deixa com uma dor de cabeça que dura o dia todo (que lá teve de ser atenuada com um comprimido).

Talvez tenha sido o despertar atribulado que condicionou o meu estado de espírito para o resto do dia. Não tinha planos, o que pode ser um pesadelo para muitas pessoas mas que eu particularmente adoro. Para mim não há nada melhor do que o meu tempo livre ser, efectivamente, livre! Sem actividades, marcações aqui ou ali, obrigações. Poder fazer aquilo que, no momento, sentir vontade. O que pode incluir estar o dia todo no sofá a devorar séries, a ler, ir às compras, passear, mimar o gato...  Mas hoje estive aborrecida o dia todo, dominada pela preguiça. Não me apetecia ler, nem ver séries, nem sair, nem... Nada. Até me lembrei de fazer uma tarte de maçã, para aproveitar as maçãs da macieira que temos no jardim, mas entre a ida ao supermercado para comprar algumas coisas que faltavam, a vontade de me enfiar na cozinha perdeu-se.

A tarte ficará para amanhã. Espera-se! 

3 comentários:

  1. Às vezes sabem bem um dia de preguiça!

    Isabel Sá
    http://brilhos-da-moda.blogspot.pt

    ResponderEliminar