domingo, 25 de outubro de 2015

Febrinha da boa...

Nos jantares de grupo é inevitável surgirem situações caricatas que ficam para a história, daquelas que nos jantares futuros são lembradas entre gargalhadas. O último, há uns dias atrás, não foi excepção. 

Éramos um grupo de oito e partilhávamos o restaurante com um jantar de curso, o que resulta sempre num ambiente muito descontraído e com alguma confusão, com empregados atarefados de um lado para o outro a tentar atender a todos os pedidos tudo num meio de uma grande algazarra e entre cantorias e gritos de "mão direita, mão direita é penalty...!"

Eventualmente, uma funcionária do restaurante já de alguma idade passou por nós e um colega meu aproveitou para pedir mais comida: "Gostaria mais um bocadinho de febra, se faz favor". A senhora parou, a olhar para ele muito séria "Febra? Da minha?!", num tom algo indignado e surpreso. Bem, o rapaz nem sabia onde se enfiar e até gaguejou enquanto se tentava explicar: "Não, não! Febras, sabe... Chicha. Do porco, claro!" Ao que a senhora com um sorriso maroto responde "Então, são das minhas... Fui eu que fiz! Achava que eu estava a falar de quê?!"

Foi a risota geral e enquanto ele corava que nem um tomate. 

6 comentários: